[Fútil não é Inútil] Balanço do ano 2019

Comecei esta rubrica no início de 2018 com o objetivo de me tornar mais consciente/mindful de um tipo de consumo que eu fazia imenso, em termos de produtos de beleza. No primeiro ano da rubrica notei que à medida que me tornava mais consciente, reduzia o meu interesse pela maquilhagem e aumentava o meu interesse pelos produtos de tratamento da pele. Este ano notei mais uma mudança de paradigma.

Com o nascimento do João não me tornei menos vaidosa, mas tive de editar um pouco a minha abordagem a este tipo de cuidados para a modalidade “poderei ou não ter tempo para isto hoje”, ou seja, criei uma rotina básica que demora 1 minuto a fazer e depois quando tenho tempo, acrescento coisas.

Aconteceram mais coisas com o nascimento do JR, no que aos meus rituais pessoais diz respeito: reduzi bastante a minha lista de coisas/compras e fiz questão de acabar todos os produtos que comprei, o que nem sempre acontecia no passado – este simples facto reduziu imenso o ritmo a que adquiro produtos.

Ainda de maior importância, comecei a ter uma real preocupação com a qualidade das coisas que como, por uma questão de exemplo e para garantir que o meu leite lhe dava toda a nutrição que ele precisava.

 

Nos primeiros 6 meses do ano praticamente não tive tempo para nada – um bebé consome muito tempo e energia – mas depois lá fui recriando uma rotina que integra o bebé nos meus cuidados, por exemplo, deixei de lavar os dentes à pressa quando ia dormir e comecei a incluir a lavagem dos meus dentes no ritual de deitar do JR: punha-o na cama e antes de o adormecer ele via-me a lavar os dentes, o que me permitiu fazer as coisas com mais calma e também permite que ele vá percebendo que é uma coisa normal que as pessoas fazem e que ele fará (atualmente lavamos os dentes juntos e é uma coisa que ambos adoramos fazer!).

Sinto cada vez mais que os cuidados de pele começam com o que como e não necessariamente com o que lhe aplico.

Noto bastante diferença na minha pele desde que redobrei cuidados na alimentação para dar o exemplo ao JR e para garantir que o leite que produzo tem boa nutrição: sem grande esforço adicional a pele anda hidratada e brilhante e o meu cabelo está mais sedoso.

Nesta área o que eu sinto que tem resultado mais é:

  • Não comer açúcar refinado (o açúcar interfere com o colagénio da pele: quando o açúcar refinado não está presente na alimentação a pele fica mais bonita).
  • Comer bastantes vegetais e fruta (os anglosaxónicos têm a campanha “5-a-day”, para consumirem diariamente 5 doses de frutos e vegetais e não é uma má mnemónica)
  • Beber muita água
  • Fazer exercício/suar regularmente

Talvez a aposta numa abordagem de dentro para fora tenha sido um dos fatores que fizeram com que a escrita desta rubrica se tenha tornado menos relaxante do que era, ao que acresce sentir que não tenho muito tempo – mas continuo a achar útil porque me mantem focada e consciente de um tipo de consumo que poderei fazer de forma mais destravada. Dito isto, admito que em novembro tive a estranhíssima experiência de ir à Sephora e não ter achado nada especialmente interessante (dei um par de voltas à loja e vim-me embora porque estava a ficar aborrecida, o que seria inimaginável em 2017).

Tenho estado bastante interessada na abordagem de desperdício zero e quero no próximo ano não só continuar a consumir menos produtos como também tentar que eles criem o menor impacto ambiental possível, tendo cuidado com a composição dos produtos, mas também com a sua embalagem.

Favoritos do ano 2019

A lista de 2019 tem muitas repetições de 2018, mas é também mais pequena: há várias coisas que deixei de usar!

Continuo a valorizar as mesmas coisas de sempre; para mim o que sobressai como mais importante num produto de beleza é:

  • A eficiência do produto
  • Se é seguro
  • O cheiro e textura do produto e a beleza da embalagem
  • Se é orgânico/ ecológico
  • O preço (embora não me importe de pagar um pouco mais por uma coisa que me encha as medidas)

Este ano ainda incluí como preferenciais os produtos que não tivessem embalagem ou cuja embalagem fosse reciclável.

Continua a ser importante para mim que a experiência da aplicação dos produtos seja positiva/prazeirosa e com resultados que durem preferencialmente todo o dia, sem grande esforço. Gosto que seja uma coisa em que penso de manhã e à noite, mas que não ocupa mais nenhuma parte do meu dia.

Banho

Jason Citrus Body Wash – é orgânico e uso como gel de banho e como champô: o cabelo fica limpo e o couro cabeludo agradece os bons tratos. E cheira TÃO bem! – faz lembrar o gel de banho de satsuma da Body Shop (que assim perdeu o seu lugar na minha lista :))

organic-aloe-vera-84_-conditioner-473ml-_jason_

Jason Aloe Vera Conditioner – também orgânico e super eficaz para deixar o cabelo macio e brilhante, sendo que é tão untuoso e hidratante que até serve como máscara de cabelo.

Óleo de Côco – Ótimo hidratante, com ótimo cheiro, seguro, orgânico, eco e barato. É tão #win que nem dá para contra-argumentar. Uso como hidratante de corpo e para hidratar as mãos.

Cuidados de Rosto

p_550x550

Água Micelar Bioderma – compro em grandes quantidades para poupar a longo prazo. Uso todos os dias e é abençoadinha para tirar maquilhagem ou só para limpar bem a pele sem dar grande trabalho.

Seafresh_Paste_600.jpg

Pasta de dentes Jason Sea Fresh – orgânica, com excelente pontuação no EWG Skin Deep, excelente sabor e faz o seu trabalho muito bem. Gosto muito!

Oral B escova de dentes elétrica – eu achava que usava os tais 2 minutos em cada lavagem de dentes, mas descobri que não! esta escova disciplina-me nesse sentido, além de supostamente ser mais eficaz na remoção de placa bacteriana.

  • rosehip oil (óleo de rosa damascena) simples – mando vir da Amazon e é bem mais barato e igualmente milagroso que o óleo prodigioso da Nuxe ou o óleo da Caudalie 🙂 Sendo uma coisa bastante genérica dá para comprar também em qualquer Celeiro ou loja afim. Não experimentei o da marca Pai que se vende na Sephora, mas a partida acho que não valerá a pena pagar tanto por um ingrediente que se consegue comprar com excelentes propriedades e muitíssimo mais barato.

Outono/Inverno:

  • Creme Logona de Cenoura leve, hidratante e com um bocadinho de cor. Deixa a pele com bom aspeto e bem hidratada sem a mascarar. Não tem SPF.

Primavera/Verão:

  • La Roche-Posay Anthelios KA Numa lógica um pouco preguiçosa, este creme é ótimo hidratante mas também tem SPF50. Apreciei bastante usar este produto este ano, apesar de deixar a pele bastante brilhante.

  • Bioderma Hydrabio Eau de Soin – Muito fácil de usar, cheira bem, refresca e protege do sol.

 

Spray de água termal Evian – especialmente no verão, estas latinhas são de uma enorme mais valia, sendo mais práticas que um spray normal. A marca Evian (que comprei no supermercado Aldi) custa quase metade daquilo que custa o spray da Avene e francamente não noto diferenças… Acho que estas latinhas valem muito a pena no verão, sobretudo quando também se viaja com um bebé que se pode refrescar na bruma de água termal.

 

  • Caudalie Vinosource Serum – é excelente, mas só uso quando tenho a pele mais seca ou menos brilhante porque dura pouco tempo para aquilo que custa e não é orgânico (por muito que a Caudalie tente passar a ideia que é uma marca super bio)

  • Anthelios BB Cream (Verão) – não é opaco, a cor é boa e os resultados são duradouros qb. Deixa a pele com um glowzinho bonito e tem um fator de proteção solar bem elevado. Gosto muito.

Maquilhagem

how-to-use-rms-un-cover-up-3jpg

  • RMS Uncover up 11 – base e corretor de olheiras que pode ter uma textura mais acentuada ou mais leve conforme se prefira aplicar. Cada vez gosto mais deste produto que maquilha e hidrata ao mesmo tempo e que é extremamente polivalente, podendo mesmo servir de base quando conjugado com um creme (para diluir a sua intensidade).

  • RMS Highlighter Luminizer Quad – a palete é mais versátil do que parece e também permite uma pessoa escolher se num dia está mais discreta ou mais flashy. Gostei de ter esta escolha sempre à mão de semear e de sentir que hidratava o rosto ao mesmo tempo que me pintava, especialmente no verão. Usei o dourado como sombra nos olhos e o champanhe rosé como cor nas maçãs do rosto.

162075_Hypnose_Doll_Eyes_Waterproof

  • Lâncome Rímel Doll Eyes à prova de água é a máscara que prefiro. Pode dar um ar mais natural ou mais dramático dependendo da aplicação e não borrata ao longo do dia. Ao mesmo tempo, não é extraordinariamente difícil de retirar à noite. Este ano acabei por usar menos máscara de pestanas e mais eye liner.

  • ILIA Noboby’s baby – hidrata e tem uma cor neutra excelente. É seguro e natural.

  • ILIA Arabian Knights – Este não é um batom “normal”, é um batom de cieiro, mas tem um pouco de cor que fica mais ou menos natural, se aplicarmos mais ou menos vezes. É muito versátil, seguro e natural.

  • RMS Mod Pallette – Excelente conjunto de cores, seguro e hidratante e muito prático. O dourado (master mixer) é super versátil; o clássico living luminizer é um highlighter super discreto mas muito bonito; a cor smile fica muito bem como blush (especialmente na primavera e verão, a meu ver) e a cor spell é muito discreta quer como blush, quer como batom. sou fã! (faltou falar da manteiga de cacau que é o retangulozinho restante e é muito boa também – mas compra-se no celeiro mais barato ;)) 

 

Cabelo

  • Tabitha amber rose 4 in 1 conditioner  é um produto que serve como condicionador, como tratamento de escalpe, como serum para as pontas ou um tratamento para o cabelo. O cheiro é bom, e a eficácia do produto como hidratante das pontas é fenomenal, com muito pouco produto. Além de tudo: é orgânico!

klorane-aveia-champo-seco-cabelo-escuro

  • Klorane Champô Seco Cabelo Castanho a Castanho Claro – é um must na minha vida, desde que decidi lavar o cabelo menos vezes por semana para ver se reduzia os danos que lhe andei a infligir anos a fio com pinturas e descolorações. É o melhor que já experimentei até agora. Ponto.

Comprar mais barato…

  • É nos coffrets das ocasiões especiais, especialmente no natal em todo o lado. Costuma haver promoções até dizer chega, pelo costuma valer a pena fazer compras de estética e cosmética nos meses de novembro a janeiro. (mas também há boas promos na altura do dia da mãe, dia do pai e dia dos namorados; no verão começa a surgir também uma boa época de saldos nesta área, mas os coffrets não têm sido espetaculares)
  • Quando se é cliente de uma loja ou marca, na altura do aniversário é frequente haver um descontozinho amigo.
  • Alguns websites são conhecidos por venderem produtos com desconto, é o caso da Notino.pt
  • Compensa muito comprar alguns produtos na Amazon, mesmo tendo de se pagar portes (por norma compro este tipo de coisa na amazon.co.uk, pelo menos até vir o Brexit) – nestes casos opto por comprar em maior quantidade para poupar no transporte. A regra costuma ser encontrar produtos que tendem a ser encarecidos por impostos nacionais ou porque as lojas se aproveitam de serem as únicas a vender dessa marca, mas que na origem até nem são nada de outro mundo (exemplos de marcas: John Frieda e TiGi)
  • Se há uma marca de que gosto muito, procuro saber se existe um programa de pontos que dê descontos ou um cartão de cliente com a mesma finalidade (a Caudalie, por exemplo tem)
  • No Porto, a farmácia do Arrábida Shopping costuma praticar preços mais atrativos que os restantes sítios, além de ter sempre imensas promoções. Ainda não encontrei o meu “El Dorado” equivalente em Lisboa, mas deve haver!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s