[D30] Um mês a ser uma excelente dona de casa

Este desafio foi #fail. Talvez tenha sido o mês errado para fazer este desafio, mas aprendi algumas coisas! Aqui fica um resumo.

No início do mês comecei por querer saber mais sobre o que é ser uma “excelente dona de casa”, porque a única coisa que até então sabia é que eu não sou uma excelente dona de casa (para dizer o mínimo).

Comecei por procurar literatura sobre o assunto. Sim. Literatura. Sobre como manter uma casa e a tornar mais “caseira”. Literatura da autoria de quem? Martha Stewart, pois claro.

Screen Shot 2018-06-14 at 10.49.07.png

A primeira coisa que percebi foi: estou MUITO mais longe do objetivo do mês do que eu imaginava. Dona Martha Stewart manda fazer 6 coisas todos os dias:

  • Fazer a cama
  • Gerir a tralha
  • Ver o correio e decidir o que precisa de acontecer com as cartas (lixo? ação?)
  • Limpar à medida que se cozinha
  • Limpar as manchas e pequenos derrames enquanto ainda estão frescos
  • Varrer a cozinha

No livro (e também no site) têm checklists de coisas a fazer diariamente, semanalmente, mensalmente e também em cada estação, entre outras coisas, como:

mla103516_0908_ms_bed_vert.jpg

Depois de ler e pensar na quantidade de trabalho que isto me iria dar, confesso que vacilei bastante. Uma semana após de tentar implementar estas coisas diárias percebi que tem de se dar muito valor ao estado da casa para se conseguir manter esta autodisciplina.

No primeiro dia lavei a loiça do jantar arrumei a cozinha e sequei e arrumei a loiça; ao segundo dia, já não sequei a loiça do jantar e ao terceiro dia já deixei umas coisas por lavar. Rapidamente voltei à habitual pilha de loiça com tamanho variável. Achei que isso queria dizer que eu não estava a dar a prioridade que era suposto a estas tarefas de casa, que eram o coração do desafio, mas de facto… Aqui a pessoa não acha assim tão grave deixar ou ou outra coisa na banca, pôr o casaco nas costas de uma cadeira, etc. Isto foi um grande entrave à minha idealização original.

15808650.jpg

Então lembrei-me de um audiolivro muito engraçado que tenho chamado “The Tao of Martha: My Year of LIVING; Or, Why I’m Never Getting All That Glitter Off of the Dog” da Jen Lancaster, e dei por mim a pensar que poderia haver alguma alguma filosofia por detrás do meu próprio desafio e comecei a focar este aspeto porque achei que seria mais motivador e interessante para mim.

O primeiro princípio do Dao da Dona de Casa surgiu-me duas semanas depois de começar, e foi o único que encontrei. Talvez precise de fazer como a Jen Lancaster e dar um ano a este desafio para descobrir mais (mas para já, hold that thought).

15797056.jpg

#1 Terminar tudo o que se começa

De um ponto de vista das coisas em casa, é fácil perceber esta ideia. Se se começa a cozinhar, fazer o ciclo completo: preparar, cozinhar e limpar. Algo que facilita o completar do ciclo é dedicarmo-nos por completo a cada tarefa/projeto, em vez de estarmos a fazer várias coisas ao mesmo tempo, o que é completamente transferível para outras áreas da nossa vida.

Por isso na terceira semana do desafio, procurei implementar este princípio em toda a minha vida.

Percebi que é extraordinariamente “mindful”, porque faz com que estejamos completamente entregues a cada tarefa de cada vez.

monica_friends_cleaning_lessons.jpg

E socialmente?

Este mês foi muito interessante. As pessoas que me perguntaram o habitual “este é o mês de quê, mesmo?”, estranhamente não faziam follow up quando eu dizia o nome do desafio. Especialmente os meus amigos do género masculino 🙂 Foi muito engraçado, quase como se fosse uma zona proibida “não estou pronto para/não quero saber das dificuldades de limpar cortinados” (ha! como se eu alguma vez chegasse a esse nível de perícia!).

Questiono-me o que será que isto significa. Será que como as nossas vidas são tão mais intelectuais do que foram em tempos este tipo de questões não nos interessa tanto? Será que consideramos que tipo de tarefas é aversivo ou desinteressante?

Há uns tempos lembro-me de ouvir uma TED em que uma autora dizia que não compreendia porque é que havia o estigma de a cozinha ser “domínio das mulheres”, já que a capacidade de se nutrir de forma adequada e prazeirosa é uma das principais funções para a sobrevivência do ser humano, logo também deveríamos ensinar os rapazes a fazê-lo. A capacidade de manter os nossos habitats em bom estado também devia ser uma preocupação nossa, mas acho que num espírito de gestão lean, nos habituamos a focar a nossa profissão e a contratar outras pessoas para fazer estas tarefas ou então a desvalorizar as mesmas. No entanto, há várias culturas e filosofias onde estas tarefas “menores” e “manuais” desempenham um papel importante também na higiene mental dos seus seguidores. Ocorrem-me os monges budistas para quem as tarefas de limpeza são apenas mais uma das muitas fontes e formas de meditação que se encorajam.

Acho que vale a pena refletirmos sobre isto, mesmo que seja só para chegar à conclusão de que temos coisas mais divertidas para fazer e pronto.

Mais coisas?

Como deixei o vício do videojogo este mês (#win), acabei por fazer MUITAS mais coisas. Incluindo um dos hobbies preferidos do meu namorado que é ver os os folhetos de supermercado. Como não recebo folhetos em papel, comecei a ver as páginas online do Lidl, Aldi, Continente, Jumbo… etc. O resultado foi que comecei a enviar mensagens de WhatsApp a amigos quando alguma coisa que eu sei que eles gostam muito/precisam/querem está disponível a bom preço. Sim, tornei-me nessa pessoa. Também me tornei na pessoa que leva mais presentes quando vai a casas de amigos… O que foi algo que eu apreciei e acho que eles também.

Refleti ainda que de facto o minimalismo – ou “vida intencional” (intencional living) como lhe chama o Joshua Fields Milburn do site “The Minimalists” pode de facto ter um papel a desempenhar também aqui, já que quanto menos coisas temos para cuidar, mais fácil é cuidar de todas e fazê-lo bem.

2141729-Martha-Stewart-Quote-Life-is-too-complicated-not-to-be-orderly.jpg

One thought on “[D30] Um mês a ser uma excelente dona de casa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s