[Mãe!] O que levar para a sala de partos e maternidade

Antes de a criança nascer, somos aconselhados a preparar um saco para a sala de partos e até nos dão um folhetozinho muito jeitoso e sensato sobre o que incluir. A lista que proponho é um pouco menos fundamental, mas garanto que quando estiverem na sala de partos há 5 horas e o/a parceira tiver trocos para ir à máquina de café para despertar sem demorar, esta lista vai valer bem o tempo passado a olhar para ela! Continue reading “[Mãe!] O que levar para a sala de partos e maternidade”

[Fútil não é Inútil] Fevereiro e Março

Desde que nasceu o João acabei por ter menos tempo para mim do que no passado o que não é de todo surpreendente, considerando que um bebé pequeno ocupa “um bocadinho de tempo”.

Os poucos momentos que vou tendo sabem-me a triplicar, e nem sempre acontecem; as rotinas simplificaram, mas ao mesmo tempo tornaram-se mais importantes porque o tempo para mim mesma é extremamente contado; o facto de o bebé também entrar em contacto com os produtos que eu uso, fez com que o critério da segurança se tornasse ainda mais importante que no passado.

Continue reading “[Fútil não é Inútil] Fevereiro e Março”

[Fútil não é Inútil] Janeiro

Ano novo, vida nova!

Neste ano espero consolidar as descobertas anteriormente feitas e encontrar alternativas melhores e se possível mais baratas para as coisas com que ainda não estava plenamente satisfeita.

Neste post, além de alguns produtos novos, aproveito para partilhar algumas ideias sobre produtos que experimentei em tamanho mini (e que portanto têm relativamente pouco tempo de experiência em mim para poder dizer coisas com grande convicção).

Continue reading “[Fútil não é Inútil] Janeiro”

[D30D] um mês com tempo de ecrã limitado

Percebi com este mês em que estive de baixa que eu não sou work-a-holic, sou busy-a-holic. Eu não passo assim tanto tempo a trabalhar, mas passo imenso tempo ocupada: conclusão, fico com a impressão de que trabalhei muito, mas não produzo ao mesmo nível.

Então, este mês decidi que vou limitar o meu “screen time” a 1 hora de diversão  e 5 horas de trabalho no máximo por dia.

Talvez não pareça, mas vai-me ser super difícil! Continue reading “[D30D] um mês com tempo de ecrã limitado”